Paixão Nacional

Correm os homens no campo,
atrás da bola a rolar.
Noventa minutos de encanto
pra torcida que vai olhar.


O juiz sempre nervoso,
não aceita provocação,
e se sente poderoso
com o apito na mão.


Carrega no bolso da blusa
os coloridos cartões,
que sem hesitar ele usa
para conter confusões.


O bandeirinha, coitado,
tem muito que trabalhar,
não fica nunca parado
pois, tem muito a confirmar.


Na arquibancada ,sentados,
estão os torcedores,
no estádio sempre lotado
para ver os jogadores.


A bola rola no campo
driblando o adversário,
e os companheiros no banco,
só controlando o horário.


De repente solta o grito
sempre preso na garganta,
é o gol estourando no agito,
da platéia que se levanta.


É o momento mais esperado
dos noventa minutos ao sol,
é o povo olhando encantado,
uma partida de futebol!...

 


Autoria: Simone Borba Pinheiro
Data:23/ 05/ 03