O Grande Chefe

(Uma homenagem a meu querido tio Pedro Jardim)


O grande chefe está cansado.
Dentro do peito carrega
um coração enfraquecido
que pulsa lentamente,
mas não se entrega.


Bem sabe o grande chefe
que não terminou sua missão,
por isso ele briga com o tempo
que sem piedade alguma,
lhe vinca o bonito rosto
e torna lentos os seus passos.


Seus olhos, já não veem como antes.
Daquele imponente jovem, alegre e faceiro,
que de tudo fazia troça, e a todos contava lorotas
restou um velho guerreiro, de bondoso coração fraco.


O velho guerreiro enfrentou com coragem,
todas as batalhas que a vida lhe impôs.
Ganhou aqui, perdeu ali, mas nunca desistiu de lutar.
Com coragem, enfrentou a morte de peito aberto,
e bradou à ela bem alto:
- Ainda não estou preparado!!!...


E voltou para sua amada, que junto com ele sofreu.
Aquela que lhe amparou na descida
e tendo seus erros perdoado, junto com ele emergiu.


O grande chefe está cansado.
Mas não desistiu de lutar!...



Autora: Simone Borba Pinheiro
Data: 14/01/03