Cidadão do Mundo
(Homenagem à Sergio Vieira de Mello)


Um viajante, no mundo à serviço.
Por onde passou, foi sempre bem recebido e,
quando ia embora, lágrimas caíam na despedida e 
saudosamente, era sempre lembrado.
Lembranças de um homem altruísta,
que levava amor e esperança
à quem, por contingência da vida,
já não possuía nada mais.
Um homem, humano como qualquer um de nós,
mas com uma missão divina:
A paz entre os homens, na terra.
Um brasileiro, com nobres sentimentos,
um homem que semeou flores
ao longo do curto caminho que percorreu,
em nome dos ideais de amor e paz.
Sua missão, não foi cumprida como gostaria,
por que interesses escusos, assim não o permitiram.
Sua vida foi ceifada, no meio do caminho mas,
a semente foi plantada no coração
de cada ser humano do planeta,
e agora, precisa ser regada diariamente,
para que desabroche em cada continente,
as mais lindas flores de paz e amor
que este Cidadão do Mundo idealizou.
Que Deus o tenha em seus braços!

 

Autoria: Simone Borba Pinheiro
Data:07/10/03 

 

 


 

 

 

 

 

setstats 1