Desencanto

Jacira Cardoso

Pelo cansaço de dias e dificuldades
me defino e desisto da poesia de viver
me canso das investidas
que nada vejo acontecer

São muitos os sonhos que desmoronam
muitas as lágrimas que rolam
tamanho dissabor destas lutas
que tanto me decepcionam

Estou fraca, abatida e desencantada
não acredito mais na beleza da vida
não acredito mais em nada
tento curar esta ferida

Basta de romances, de poesia
minha alma é somente desencanto
meu coração é um vazio
meu peito dói, persiste o pranto