Participantes de "M" a "V"

 

 

Urgência
Margaret Pelicano

O peito opresso pelas verdades que poucos vêem, 
a respiração curta pela poeira que turva a vista,
causa dos desmatamentos, dos incêndios,
dos tratores que tudo matam,
do silêncio do meu povo,
cérebro fechado, como gema dentro do ovo,
entristece-me a vida, a esperança no futuro...

Quero ter oportunidade de ouvir
o urro do planeta,
o murro nas faces obsoletas,
e pálidas da doença da consumição traiçoeira:
- criminosos de minha nação!
Obstetriz do poder sem dimensão
vêm minha gente nadando nos mares da ignorância...

Que falta faz a instrução!
A leitura deve se tornar obsessão
de um povo...tão atrasado o meu...
Milhões que se contentam com tão pouco;
miséria, casebres, falta de água, muita doença...
pesa sobre a cabeça de quem estuda esta sentença:
Há larga possibilidade de desertificação da Amazônia...

Nunca mais, os belos rios e barcos,
os frutos típicos, belos vegetais,
flores esplendorosas,
remédios para as insônias governamentais;
nossos animais, nossos...
Um colosso que tem resistido à ganância!
Resta-me a ânsia, o vômito ancestral:

Salvemos a Amazônia, pessoal!

Brasília - 12/04/2007


Amazônia
Marici Bross

Pulmão do mundo,
Pedaço do Brasil
Onde matas verdejantes
Avançam por kilometros, a fio.

Sua beleza incomparável,
Sua fauna única.
Traz a cura e o amor
Da Mãe-Terra.

Altiva e frondosa.
Nos acolhe em seu seio.
Só querendo nos beneficiar
Com suas matas e fauna.

Mas... A destruição,
Avança, anos a fio
Destruindo nosso pulmão
Pela cobiça e ganância.

Meu Deus, até quando,
O homem insano avançará,
Neste passo destrutivo?

Uma reação é preciso,
Acorda povo brasileiro
Defenda suas origens,
Proteja a Floresta Amazônica.

SP, 27-03-07 –06,35 h.
www.maricibross.com


Ela Defendeu Amazônia
Mário Osny Rosa

Há dois anos a ganância
Perpetuou um crime.
Um crime hediondo
Na floresta amazônica.

Irmã Doroty Stang partiu
Lutou e deu a vida.
Mas nunca desistiu
De lutar pelo seu povo.

Povo que adotou
No combate a pobreza.
No meio deles ela morou
Com toda sua nobreza.

No momento que encerramos
A campanha da fraternidade.
Em prol da nossa Amazônia
Que nos abençoe da eternidade.

E a luta continua
Sua imagem será lembrada.
Com a nossa luta
Pela nossa pobre sociedade.

Que a campanha encetada 
Conscientize com perenidade. 
Quando ela for chamada
Toda a nossa sociedade.


São José/SC, 26 de março de 2.007.
morja@interagte.com.br

www.mario.poetasadvogados.com.br




Amazônia
Nadir A D’Onofrio 

Esmeralda natural 
Amada pelos nativos 
Que viviam felizes em seu habitat! 
Cobiçada, por suas riquezas naturais 
Madeiras, minérios, plantas medicinais 
Fauna, flora espetacular! 
Sua biodiversidade é invejável 
Santuário Ecológico! 
Como tal deveria ser respeitado... 
Só, que o homem em ganância desmedida 
Agride, escalpela, sem dó nem piedade 
Arranca árvores centenárias, incendeia 
Nossa fonte de oxigênio, sofre mutação 
O reino amazônico empobrece 
Enriquecendo “novos patrões”... 
Agonizante, enfraquecida! 
Nossa floresta pede clemência 
Do que valerá, a fortuna 
Sem oxigênio para respirar? 


03/03/2007 14h00 
Santos SP 
www.nadirdonofrio.com


Amazônia
Nilton Nallim Ferreira

Local misterioso para muitos...
Acolhedor para outros.
Perigoso para muitos...
De progresso para outros.
Abandonado para muitos...
Ocupado efetivamente para outros.

Assim é a Amazônia
Que já sobrevoei e me encantei...
Percorri trechos e admirei.
Onde encontrei verdadeiros heróis
Derramando seu suor e trabalhando...
Para lá o progresso levar.

Riquezas incalculáveis
Lá estão à nossa espera.
Fauna e flora exuberantes...
Outra igual no mundo não há.
Pulmão do mundo respirando...
Nossa Amazônia, nosso Brasil, nosso berço.

Brasília, 13 de abril de 2007

www.nallim.com 


Não Tire o Verde Do "Pulmão Do Mundo"!
Ógui Lourenço Mauri

Alienígena, deixe a nossa Amazônia!
Cuide, em sua terra, dos crimes ambientais
Praticados por seus vesgos ancestrais,
Artífices da poluição, da acrimônia.
Não nos subestime por erros alheios,
De larápios de fora já estamos cheios...
Nós somos um país e não uma colônia.

O "Primeiro Mundo" foi o vanguardeiro
Nesta decomposição do ecossistema
E agora pensa resolver o problema
Com o "Inferno Verde" e seu verde-celeiro.
Gringo voraz, procure outra solução!...
Sem essa de internacionalização
De parte do território brasileiro!

O Planeta quer um estudo profundo,
Impondo obrigações às "Grandes Potências",
Que precisam arcar com as conseqüências
E reverter de vez este ambiente imundo.
Que se salve a vida na face da Terra
Sem atritos ideológicos, sem guerra...
Sem tirar o verde do "Pulmão do Mundo".

Ógui Lourenço Mauri
05/04/2007


Desprezo Humano
Pedro Valdoy

Sou árvore solitária
correm lágrimas
meus ramos sentem-se cansados
Os humanos anseiam pelo meu derrube

Minhas irmãs 
no amazonas grandioso
estão a ser destruídas
com crueldade

Os homens esquecem-se
que somos nós
somente nós
que fornecemos o oxigénio

Durante a noite 
absorvemos
parte do que o homem
inunda a atmosfera

Quando 
a nossa destruição
for total
o homem também morrerá.

Lisboa Abril 2007


Amazônia: Benção da Natureza
Sueli do Espírito Santo

Amazônia, uma benção da natureza
um rico patrimônio, um monumento
ameaçada pelo progresso violento
até quando resistirá essa fortaleza

fortaleza de toda vida em equilíbrio
oferecendo belas e férteis paisagens
maior reduto de raras hospedagens
sempre invadidos pelo louco delírio

do ser humano que é inconsciente
destruindo tudo sem racionalidade
provocando uma lenta mortalidade
da mata, o legado do meio ambiente

www.sue2001.recantodasletras.com.br


Amazônia, um grito de socorro!
Teka Nascimento

Um grito ecoa nas matas,um som abafado, dilacerante,olho a minha volta,
procuro entender, mas não é aceitável.
Agora voz que pede socorro,
Implora clemência, e ninguém estende a mão.
Eu estou petrificada, sem condições de correr, para ajudar...
Um bater de asas, passa por mim...
Barulhos estranhos, movimento desconhecidos...
e apenas aquele grito ecoando!!!!
Sinto cheiro de morte,de fumaça, de horror!
Aquele grito nos meus ouvidos, parecendo dizer...
Pare!!! não façam isso!!!

Ninguém ouvia, o mundo ficou surdo....
E a destruição vinha com força de um gigante,
esse gigante adormedico, que não acorda para salvar
a sua maior riqueza.
Aquele grio continua...superei a minha inércia...acordei!
E faço coro com aquele grito sufocado...só que o meu é audível,
e grito a plenos pulmõessss
Pare!!!!!!!!
Salve a Amazonia...Salve a vida do planeta.
Acorda gigante...olha a sua terra...cuida dela
antes que outros se apropiem de uma vez!!!!!
ACORDA BRASIL!!!!!!


Floresta Amazônica
"O último suspiro da Terra"
Tere Penhabe

Sem ela, veremos morrer
o nosso planeta, tão rico, tão forte
mas hoje sem sorte
nas mãos do poder...

Poder econômico
demônio dos tempos
insensato prazer
que a tudo quer ter...

Sem saber, sem prestar atenção
na floresta que morre
cada dia um pouco mais
na madeira que some...

pelas mãos do poder!
Que têm nome, são seres
humanos talvez
embrutecidos pelo dinheiro.

Moeda falsa
que queima o pulmão
do planeta tão bom
para se viver!

Santos, 07.02.2006
www.amoremversoeprosa.com


Chora a Amazonia...
Vera Lúcia de Oliveira

Chora a natureza
Lágrimas intermináveis
Choram os oceanos, geleiras e rios
Chora a natureza...

Brotam lágrimas de dor
Em ver extintas as florestas
A poluição das águas
Os peixinhos morrendo
O mundo animal se extinguindo
Chora a natureza...

Choram as cachoeiras o pranto cortante da dor
Lagrimam constantes, infindáveis inundam a terra
Pelo desatino dos seres racionais
Que, por conta do EGOISMO e comodidade
De usufruir do conforto,
Não pensam que os maiores 
Prejudicados são as pessoas que mais
amamos. Os nossos descendentes.

Que amor é esse?
Quem ama cuida, quem ama se doa
Quem ama protege, quem ama é grato. 

Se não pensamos no futuro dos nossos descendentes,
Imagine na natureza!
Como acreditar no amor?

Proteja a natureza cuide da nossa Amazonia
e demonstre todo o seu amor
A natureza é pródiga. 
Bem cuidada, com o carinho que merece, 
continuará trazendo benefícios a toda humanidade.

Amazonia pulmão do mundo...
Alimenta o mundo dá de graça 
o oxigênio que respiramos alento divino
sem o oxigênio seria impossivel viver.
Viva e agradeça, cuide e a natureza recompensará.
Viva a Amazonia!!!

@Vera Lúcia de Oliveira
(Stellamaris)
Rio, 31/03/2007.
20:30 mim