Doce Pecado
(Para Simone Borba Pinheiro)


Encanto de sereia em teus olhos
Em piscar sedutor e sensual
Tua face rubra e suada
Com vontade de amar sem igual


Vermelho em tua boca
Provocante cor do amor
Aveludados lábios de mel
Gosto de veneno doce e torpor


Colo macio e atraente
Seios de rara beleza
Tentação de maliciosas carícias
Em tua pele de alva pureza


Companheira de desejos e fantasias
Amante de incansável sedução
Amor de Afrodite em teu corpo
Ventre em êxtase como vulcão


Sinuosas curvas em tuas coxas
Convite de viagens ao calor
Em teu corpo a estação do amor
Chego em beijos molhados de suor


Em você mulher
Selvagem felina do amor
Sou corpo único ao teu
Em clímax de êxtase e furor


De beleza incomparável
A mais bela das maravilhas
Encontro em você mulher
O doce pecado de minha vida


Cândido Pinheiro
15 de Janeiro de 2004
Santa Maria - RS - Brasil