Sentimentos



Se fosse fácil esquecer,
te esqueceria agora!
Talvez não fosse fácil o fazer,
mas de um jeito ou de outro,
te mandaria embora...


Chegamos a tal ponto,
que não suportavas me olhar,
e eu, não muito diferente,
tentava não falar.


Por mais lindo que possa ter sido,
é passado, deixe esquecido.
Não toque mais em mim,
deixe meu peito ferido!


Nada melhor que o tempo...
Não se preocupe, será lento...
Devagar, devagarinho,
momento por momento,
para derramar meu pranto !


E por fim, entender a situação.
E para meu contentamento,
esquecer-te sem nenhuma complicação,
e em vão queimar dentro de nós,
as cinzas dos sentimentos.

 


Autoria: Andréa Borba Pinheiro