Se Me Perguntares

 
Se me perguntares se amei,
direi que sim!
Acreditava que pudesse dar certo,
não enxergava o fim.


Se me perguntares se odiei,
direi que não.
Teus lábios beijei, teu sentimento toquei.
Detestaria machucar-te, não sou sem coração.


Se me perguntares se gostei,
direi que sim.
Não foi "eterno, posto que é chama",
mas foi "infinito enquanto durou".


Se me perguntares se ainda quero,
digo que não.
Pois o coração é cego,
mas o meu orgulho não!

 


Autoria: Andréa Borba Pinheiro